A conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva, uma membrana fina e transparente que cobre a parte frontal do olho e a parte interna da pálpebra, responsável por proteger e lubrificar esse órgão frágil. A doença pode ser uma doença infecciosa causada por vírus, bactérias, fungos ou protozoários, ou uma doença não infecciosa causada por alergias e produtos químicos. Mesmo se houver vários tipos de conjuntivite, os sinais de desconforto variarão de pessoa para pessoa. Embora a pergunta possa parecer simples, é de suma importância consultar um especialista de um plano de saúde SJC. Veja aqui como evitar e tratar a Conjuntivite.

Veja aqui como evitar e tratar a Conjuntivite

Veja aqui como evitar e tratar a Conjuntivite

A conjuntivite pode ser causada por: fuma; Alergia ao cloro na piscina; limpando produtos; os cosméticos expiraram ou estão contaminados; vírus; bactérias; poluição; pólen no ar.

A conjuntivite viral é a forma mais comum de conjuntivite, representando cerca de 90% da inflamação detectada, mas, como já dissemos, não é a única. Os tipos de conjuntivite são a Conjuntivite bacteriana que  geralmente mais grave que a conjuntivite viral, com secreções purulentas; Outra é a conjuntivite alérgica onde os mais afetados são os pré-adolescentes e alérgicos a poeira e perfume, também tem a conjuntivite química onde ocorre quando os olhos entram em contato com produtos como cloro, sprays, sabão e fumaça de cigarro; e por a conjuntivite viral: a causa mais comum é o adenovírus, que geralmente afeta pessoas entre 20 e 40 anos de idade e é mais provável que seja transmitido.

Sintomas

Os olhos nem sempre são vermelhos. Às vezes, o principal sintoma da conjuntivite é uma grande quantidade de secreções, o que faz com que o indivíduo seja despertado pelos cílios colados e é difícil abrir os olhos. Os principais sintomas da conjuntivite são: Coceira; Fotofobia (dor ao olhar para a luz); Visão embaçada; quando as pessoas acordam, suas pálpebras grudam; Olhos vermelhos e lacrimejantes; Inchaço das pálpebras; entre outros.

Principais cuidados

Antes de mais nada, não se esqueça que você não deve tomar o medicamento. A indicação de qualquer medicamento só pode ser feita por um especialista, porque alguns colírios são contraindicados, pois podem causar complicações graves e piorar a condição.

Já as medidas preventivas para a doença incluem: Não compartilhe o uso de esponjas, rímel, delineador ou quaisquer outros produtos de beleza; evite contato direto com outras pessoas; não fique em um ambiente com bebês; não use lentes de contato durante esse período; evite banhos de sol;

Cuide bem da sua própria saúde e sempre cuide bem da sua própria higiene, para reduzir a chance de doenças infecciosas. E não se esqueça de consultar um oftalmologista, porque somente ele pode avaliar melhor sua condição e fornecer remédios reais.

Saiba mais

Para maiores informações sobre plano de saúde em São José dos Campos entre em contato com a nossa equipe.